O banco nacional da Etiópia adverte que o bitcoin é ilegal

Última Actualização: 7 Junho 2022

O Banco Nacional da Etiópia (NBE) escreve, numa declaração, que todas as transacções no país devem ser feitas com o Birr, a moeda local. Isto torna (ou mantém) o bitcoin um meio de pagamento ilegal.

Etiópia

Há excepções, se permitidas pelos bancos. É especificamente declarado que a utilização de bitcoin é contra a lei. O outlet etíope Addis Standard informa que a bitcoin é considerada ilegal no país africano.

A NBE reconhece que o uso de bitcoin e outras moedas criptográficas está a tornar-se mais acessível. No entanto, advertem que nunca deram autorização para a utilização de moedas criptográficas. Além disso, advertem que aqueles que a utilizam podem esperar repercussões.

Há também alguns argumentos: as moedas criptográficas seriam perfeitas para ‘esconder’ dinheiro ilegal. Seria também utilizada para o branqueamento de capitais e “transacções financeiras não autorizadas”.

A estação de rádio Sheger 102.1 FM diz o seguinte sobre as declarações do banco central:

“Uma pessoa está ciente da ilegalidade deste acto. Instamo-lo a denunciá-la ao Banco Nacional e às agências de aplicação da lei relevantes”.

Transferências de dinheiro

Na Etiópia, nenhuma “transferência de dinheiro” é permitida sem a aprovação do Banco Nacional. Tudo isto é explicado na Proclamação do Sistema de Pagamentos n.º 718/2003.

Uma vez que o Banco Nacional da Etiópia não reconhece o uso de dinheiro virtual, este é considerado ilegal.

Bitcoin é um concorrente dos bancos centrais: a criação de dinheiro está fora do alcance dos banqueiros, o que cria, portanto, um interesse contrário. Portanto, esta visão das moedas criptográficas não é muito louca.

Notavelmente, no início desta semana, verificou-se que a Octagon Networks, uma empresa de segurança cibernética que opera principalmente a partir da capital da Etiópia, Adis Abeba, mudou para um padrão de bitcoin.

Author
  • Gabriele Spapperi

    Gabriele Spapperi is a veteran cryptocurrency investor and blockchain technology specialist. He became fascinated with Bitcoin and distributed ledgers while studying computer science at MIT in 2011.

    Since 2013, Gabriele has actively traded major cryptocurrencies and identified early-stage projects to invest in. He contributes articles to leading fintech publications sharing his insights on blockchain technology, crypto markets, and trading strategies.

    With over a decade of experience in the crypto space, Gabriele provides reliable insights and analysis on the latest developments in digital assets and blockchain platforms. When he's not analyzing crypto markets, Gabriele enjoys travel, golf, and fine wine. He currently resides in Austin, Texas.

error: Alert: Content is protected !!